15 de setembro de 2012

biblioteca

 


Quando eu era pequena, meu filme preferido era Matilda. Matilda era uma fofa, e inteligentíssima. Eu queria ser inteligente como Matilda. Por isso, quando eu descobri que Niteroi tinha uma biblioteca pública no centro, eu cismei que minha mãe tinha que me levar lá. Pra eu ler os livros e ser inteligente como Matilda.


Só que minha mãe me enrolava sempre, dizia que dia de semana eu tinha que ir pra escola, não ia dar tempo da gente ir lá. E que fim de semana não abria. Não sei se era verdade. Não acho que minha mãe era uma mãe má, que ignora a educação da filha, como a mãe de
Matilda era, mas há dez, quinze anos atrás, as coisas não eram tão simples a ponto das pessoas entrarem na internet e em dez segundos ficarem sabendo que dia funciona uma instituição. Mamãe também era dona de casa, não estudava ou trabalhava e não tinha noção do quanto eu queria ir na biblioteca.

Os anos passaram, eu fiquei grande (quero dizer, adulta, porque ainda sou meio baixinha) e quando passei a ter idade pra sair sozinha e estudar em outra cidade ( lá pelos meus 15 anos) a biblioteca entrou em reforma e eu não pude frequentar. o tempo passou e no ano passado a Biblioteca pública de Niterói foi reinaugurada. Mas como ano passado eu vivia enrolada, não fui lá. Esse ano, durante a greve, tomei vergonha na cara e fui conhecer a Biblioteca.

Fiquei encantada. e não foi com a arquitetura, o acervo, os computadores, tudo do mais legal possível. Foi em ver que a biblioteca estava cheia. Porque desde que eu comecei a frequentar a BPN, sempre que vou lá ela está cheia. Cheia de pessoas dos mais diferentes tipos. Alunos de escolas particulares com mensalidades de mil reais estudando em uma mesa e alunos de escola pública estudando na mesa ao lado. De pessoas pobres sentadas ao lado das pessoas ricas pra ler as revistas da semana nas poltronas do salão principal. De pais levando os filhos para a sala de leitura infantil. De adolescentes usando os computadores pra falar no facebook e pessoas com ar cult assistindo filmes na biblioteca. É lindo. Dá vontade de chorar de emoção.

Foi tão legal que levei minha mãe lá e voilá, ela também amou. E, assim, como eu, também amou o fato de estar cheia.

Então, fica a dica: conheçam e usurfruam das bibliotecas públicas. eu tinha uma lista enorme de livros que queria ler mas não tinha dinheiro pra comprar. e agr estou liquidando esta lista. Só essa semana já terminei de ler A Garota Americana e Quase Pronta e agr vou ler Desculpe se te chamo Amor e Fazendo meu Filme. Porque lá tem livros pra todos os gostos.

fachada da BPN


 
 

2 comentários:

  1. Mas que coisa linda! Tô pra ir lá há muito tempo também, agora mesmo que eu vou =)

    ResponderExcluir
  2. OI Luma, tem tempo que não passo aqui né?!!

    Menina até hoje adoro Matilda, sério, é um dos filmes mais lindos e maravilhosos que vi quando criança e que me toca muito .
    é aquele filme que quero que minha filha assista sabe?!!

    Eu, quando mais nova, fui muito na biblioteca pública da minha cidade, a parte infantil era muito boa, com brinquedos e ótimos livros, pegava muito os clássicos!!

    Ótimo post
    depois passa lá no blog, tem promoção super legal!
    Abraços
    GabiS
    sonhosaventuras.blogspot.com

    ResponderExcluir

15 de setembro de 2012

biblioteca

 


Quando eu era pequena, meu filme preferido era Matilda. Matilda era uma fofa, e inteligentíssima. Eu queria ser inteligente como Matilda. Por isso, quando eu descobri que Niteroi tinha uma biblioteca pública no centro, eu cismei que minha mãe tinha que me levar lá. Pra eu ler os livros e ser inteligente como Matilda.


Só que minha mãe me enrolava sempre, dizia que dia de semana eu tinha que ir pra escola, não ia dar tempo da gente ir lá. E que fim de semana não abria. Não sei se era verdade. Não acho que minha mãe era uma mãe má, que ignora a educação da filha, como a mãe de
Matilda era, mas há dez, quinze anos atrás, as coisas não eram tão simples a ponto das pessoas entrarem na internet e em dez segundos ficarem sabendo que dia funciona uma instituição. Mamãe também era dona de casa, não estudava ou trabalhava e não tinha noção do quanto eu queria ir na biblioteca.

Os anos passaram, eu fiquei grande (quero dizer, adulta, porque ainda sou meio baixinha) e quando passei a ter idade pra sair sozinha e estudar em outra cidade ( lá pelos meus 15 anos) a biblioteca entrou em reforma e eu não pude frequentar. o tempo passou e no ano passado a Biblioteca pública de Niterói foi reinaugurada. Mas como ano passado eu vivia enrolada, não fui lá. Esse ano, durante a greve, tomei vergonha na cara e fui conhecer a Biblioteca.

Fiquei encantada. e não foi com a arquitetura, o acervo, os computadores, tudo do mais legal possível. Foi em ver que a biblioteca estava cheia. Porque desde que eu comecei a frequentar a BPN, sempre que vou lá ela está cheia. Cheia de pessoas dos mais diferentes tipos. Alunos de escolas particulares com mensalidades de mil reais estudando em uma mesa e alunos de escola pública estudando na mesa ao lado. De pessoas pobres sentadas ao lado das pessoas ricas pra ler as revistas da semana nas poltronas do salão principal. De pais levando os filhos para a sala de leitura infantil. De adolescentes usando os computadores pra falar no facebook e pessoas com ar cult assistindo filmes na biblioteca. É lindo. Dá vontade de chorar de emoção.

Foi tão legal que levei minha mãe lá e voilá, ela também amou. E, assim, como eu, também amou o fato de estar cheia.

Então, fica a dica: conheçam e usurfruam das bibliotecas públicas. eu tinha uma lista enorme de livros que queria ler mas não tinha dinheiro pra comprar. e agr estou liquidando esta lista. Só essa semana já terminei de ler A Garota Americana e Quase Pronta e agr vou ler Desculpe se te chamo Amor e Fazendo meu Filme. Porque lá tem livros pra todos os gostos.

fachada da BPN


 
 

2 comentários:

  1. Mas que coisa linda! Tô pra ir lá há muito tempo também, agora mesmo que eu vou =)

    ResponderExcluir
  2. OI Luma, tem tempo que não passo aqui né?!!

    Menina até hoje adoro Matilda, sério, é um dos filmes mais lindos e maravilhosos que vi quando criança e que me toca muito .
    é aquele filme que quero que minha filha assista sabe?!!

    Eu, quando mais nova, fui muito na biblioteca pública da minha cidade, a parte infantil era muito boa, com brinquedos e ótimos livros, pegava muito os clássicos!!

    Ótimo post
    depois passa lá no blog, tem promoção super legal!
    Abraços
    GabiS
    sonhosaventuras.blogspot.com

    ResponderExcluir