25 de janeiro de 2010

Coisas que ando vendo e assistindo

Esse é um "brevíssimo post" que relata o que tenho feito ultimamente em relação a filmes e livros..



Comecei a ler PopCorn, livro de Ben Elton (não sabe quem é? nem eu!) que eu comprei por 10,00 na Bienal do Livro, enquanto Bruna e Ana Carol guardavam meu lugar na fila para ver a Meg Cabot
Popcorn fala de um diretor de cinema que faz filmes do tipo que eu odeio (sem historia, cheio de sexo e violência). Um casal de psicopatas inspirados em seus filmes vão fazê-lo de refém durante a noite posterior a Premiação do Oscar. Não li tudo ainda. Parei na metade e arquivei. Eu fiquei meio desanimada depois que eles ficavam usando cocaína como se fosse a coisa mais normal do mundo. Ah, e eu queria ler Gossip Girl pra entender o seriado (hello, eu não tenho TV por assinatura, dependo do SBT. E lembram das minhas metas 2010?). O fato é que o livro tá com o marcador na página 138. Mas acho que essa semana eu termino. Ainda não tem nota, preciso acabar de ler.




E por falar em Gossip Girl, querem saber o que eu achei? Nada. Pois é, eu ainda estou abismada. Eu só sei de uma coisa: se a alta sociedade nova-iorquina é assim, estou muito satisfeita com a minha vida de niteroiense nerd de classe média. Só li o primeiro livro, pra não ficar boiando na hora de assistir a série. Se fosse bom, eu leria o resto. Bem, no livro TODOS os personagens fumam e bebem. MAIORIA deles usa drogas e sustenta o crime. Eles não tem nem aí. Estão muito mais preocupados em beber uns vinte litros de uísque, fumar muita maconha e sair transando com qualquer um. Eu não sou alguém "conservadora", mas tenho raciocínio suficiente pra ver que pessoas assim são RIDÍCULAS. De qualquer forma, o que salva o livro é o bom-humor com que a história é narrada. Faz tudo parecer engraçado e a gente acaba rindo. Há alguns minutos, vendo o seriado, percebi o quanto mudam. É, no seriado, o pessoal é bem mais "decente", digamos assim. Acho que é porque o seriado, os pais dos sãs adolescentes podem acabar assistindo qualquer dia, e não ia pegar muito bem para Gossip Girl que os pais soubessem o que suas filhinhas puras(?) andam lendo e assistindo. De qualquer forma, ainda não sei se amanhã eu vou assistir ou se vou ler algum outro livro da série. 
Ah, observação: olha como o seriado apela. No livro a Jenny é gorda e tem cabelo crespo (no seriado ela é magra de cabelo loiro e liso). No seriado, o Dan é gato, tem atitude e o pai dele também é super interessante(rs) ao contrário do velho nojento do livro...
A nota é parcial, por enquanto 5,0. Salvo pelo bom-humor com que é narrado.


Corina, a babá perfeita


Bem, quem me conhece sabe que eu AMO ver filmes na Sessão da Tarde, Sessão de Sábado, Cinema em Casa e todas essas sessões de filmes repetidos que passa à tarde. Bem, no sábado, o SBT passou "Corina, a babá perfeita" no SábadoCine. Filme fofo, emocionante. Gostei MUITO. Corina é uma babá contratada para trabalhar na casa de um recém viúvo e sua filhinha altamente fofa. Eu juro que não esperava aquele final. Nota: 9,9. Um pouquinho menos de drama seria a dose perfeita.




A Proposta
Bem, Sami tinha me dito desse filme outro dia. E quando ela me contou a sinopse, fiquei realmente muito a fim de ver. Peguei na locadora ontem e amei. O chato das comédias românticas é que são altamente previsíveis. O que me motiva a assistir é que sempre tem cenas muito engraçadas. E com A Proposta não foi diferente. Ri demais. Nota: 9,0. A previsibilidade das comédias românticas quebrou a magia.

2 comentários:

  1. Oi Luma!

    Legal os filmes, nunca me canso de ver comédia romântica! hehehe

    O livro nunca ouvi falar.. =/

    E a série... hahahahahahhahaa
    Olha, vai se acostumando. Eu já vi Gossip Girl até a terceira temporada que tá nos EUA ainda. É uma série cheia de conflitos mesmo e essa sociedadezinha elite de Manhatan dá nos nervos mesmo. Mas eu vi mais por falta do que fazer, queria ver até onde ia. A coisa que achei legal, além da narração engraçada, é que acontecem coisas muito surreais. A série não é daquelas previsíveis, sabe?
    Bem, mas não recomendo. Seriado tem um monte bom, seria até crime dizer que GG é um deles! hehehe

    Parabéns pelo blog, tá lindo!

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Quando eu assisti A Proposta, eu adorei!! E depois de ler algumas críticas, percebi alguns detalhes...a Sandra Bullock é velha demais pro Ryan Reinolds!! Isso é notável!

    Na cena dos dois pelados eu me pergunto: pra que aquilo?!?! ele meditando e ela com medo do cachorro que um pouco antes, ela salvou do Gavião?!?! muito forçado!!

    Outra obs, a Ex dele poderia ter sido mais atirada, o papel dela foi totalmente desnecessário...rs

    Beijokas ;)

    ResponderExcluir

25 de janeiro de 2010

Coisas que ando vendo e assistindo

Esse é um "brevíssimo post" que relata o que tenho feito ultimamente em relação a filmes e livros..



Comecei a ler PopCorn, livro de Ben Elton (não sabe quem é? nem eu!) que eu comprei por 10,00 na Bienal do Livro, enquanto Bruna e Ana Carol guardavam meu lugar na fila para ver a Meg Cabot
Popcorn fala de um diretor de cinema que faz filmes do tipo que eu odeio (sem historia, cheio de sexo e violência). Um casal de psicopatas inspirados em seus filmes vão fazê-lo de refém durante a noite posterior a Premiação do Oscar. Não li tudo ainda. Parei na metade e arquivei. Eu fiquei meio desanimada depois que eles ficavam usando cocaína como se fosse a coisa mais normal do mundo. Ah, e eu queria ler Gossip Girl pra entender o seriado (hello, eu não tenho TV por assinatura, dependo do SBT. E lembram das minhas metas 2010?). O fato é que o livro tá com o marcador na página 138. Mas acho que essa semana eu termino. Ainda não tem nota, preciso acabar de ler.




E por falar em Gossip Girl, querem saber o que eu achei? Nada. Pois é, eu ainda estou abismada. Eu só sei de uma coisa: se a alta sociedade nova-iorquina é assim, estou muito satisfeita com a minha vida de niteroiense nerd de classe média. Só li o primeiro livro, pra não ficar boiando na hora de assistir a série. Se fosse bom, eu leria o resto. Bem, no livro TODOS os personagens fumam e bebem. MAIORIA deles usa drogas e sustenta o crime. Eles não tem nem aí. Estão muito mais preocupados em beber uns vinte litros de uísque, fumar muita maconha e sair transando com qualquer um. Eu não sou alguém "conservadora", mas tenho raciocínio suficiente pra ver que pessoas assim são RIDÍCULAS. De qualquer forma, o que salva o livro é o bom-humor com que a história é narrada. Faz tudo parecer engraçado e a gente acaba rindo. Há alguns minutos, vendo o seriado, percebi o quanto mudam. É, no seriado, o pessoal é bem mais "decente", digamos assim. Acho que é porque o seriado, os pais dos sãs adolescentes podem acabar assistindo qualquer dia, e não ia pegar muito bem para Gossip Girl que os pais soubessem o que suas filhinhas puras(?) andam lendo e assistindo. De qualquer forma, ainda não sei se amanhã eu vou assistir ou se vou ler algum outro livro da série. 
Ah, observação: olha como o seriado apela. No livro a Jenny é gorda e tem cabelo crespo (no seriado ela é magra de cabelo loiro e liso). No seriado, o Dan é gato, tem atitude e o pai dele também é super interessante(rs) ao contrário do velho nojento do livro...
A nota é parcial, por enquanto 5,0. Salvo pelo bom-humor com que é narrado.


Corina, a babá perfeita


Bem, quem me conhece sabe que eu AMO ver filmes na Sessão da Tarde, Sessão de Sábado, Cinema em Casa e todas essas sessões de filmes repetidos que passa à tarde. Bem, no sábado, o SBT passou "Corina, a babá perfeita" no SábadoCine. Filme fofo, emocionante. Gostei MUITO. Corina é uma babá contratada para trabalhar na casa de um recém viúvo e sua filhinha altamente fofa. Eu juro que não esperava aquele final. Nota: 9,9. Um pouquinho menos de drama seria a dose perfeita.




A Proposta
Bem, Sami tinha me dito desse filme outro dia. E quando ela me contou a sinopse, fiquei realmente muito a fim de ver. Peguei na locadora ontem e amei. O chato das comédias românticas é que são altamente previsíveis. O que me motiva a assistir é que sempre tem cenas muito engraçadas. E com A Proposta não foi diferente. Ri demais. Nota: 9,0. A previsibilidade das comédias românticas quebrou a magia.

2 comentários:

  1. Oi Luma!

    Legal os filmes, nunca me canso de ver comédia romântica! hehehe

    O livro nunca ouvi falar.. =/

    E a série... hahahahahahhahaa
    Olha, vai se acostumando. Eu já vi Gossip Girl até a terceira temporada que tá nos EUA ainda. É uma série cheia de conflitos mesmo e essa sociedadezinha elite de Manhatan dá nos nervos mesmo. Mas eu vi mais por falta do que fazer, queria ver até onde ia. A coisa que achei legal, além da narração engraçada, é que acontecem coisas muito surreais. A série não é daquelas previsíveis, sabe?
    Bem, mas não recomendo. Seriado tem um monte bom, seria até crime dizer que GG é um deles! hehehe

    Parabéns pelo blog, tá lindo!

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Quando eu assisti A Proposta, eu adorei!! E depois de ler algumas críticas, percebi alguns detalhes...a Sandra Bullock é velha demais pro Ryan Reinolds!! Isso é notável!

    Na cena dos dois pelados eu me pergunto: pra que aquilo?!?! ele meditando e ela com medo do cachorro que um pouco antes, ela salvou do Gavião?!?! muito forçado!!

    Outra obs, a Ex dele poderia ter sido mais atirada, o papel dela foi totalmente desnecessário...rs

    Beijokas ;)

    ResponderExcluir